Lei Seca

Um espaço para discutir as grandes questões. Editor-chefe: Luiz Augusto

Nome:

Advogado, vive em São Paulo

quarta-feira, abril 11, 2007

Buenos Aires - parte 2

Inveja de Borges

Um espírito domina Buenos Aires, mais que todos os vivos que lá habitam. É o fantasma de Jorge Luis Borges, o genial escritor criador de universos.
As revistas de turismo e os guias da cidade sempre destacam os lugares por onde Borges andou, viveu, se inspirou e criou. A Viagem e Turismo do mês passado trouxe interessante texto de Larry Rother (sim, aquele mesmo), que destaca a presença de Borges em Buenos Aires.
A foto abaixo é do museu de cera da Boca, e retrata os gauchos, brigões argentinos da fronteira, e que, como lembrado por Larry, fizeram parte de muitas estórias de Borges:
A seguir, o Museu Nacional de Bellas Artes:



Não sei se Borges chegou a visitá-lo, provavelmente sim. Uma surpresa grata, com obras de Van Gogh, Rembrandt, Goya, Picasso e Pollock. Destaque são alguns desenhos de Xul Solar, artista argentino que foi amigo de Borges. Ainda segundo Larry, os dois costumavam se reunir e trocar histórias de sagas escandinavas. Não pude visitar o recomendado museu Xul Solar, dedicado à sua obra.

Borges adorava tigres, e os mencionou muito em suas histórias. Consta que visitava o zôo de Palermo, que pude conhecer. Abaixo, a foto de um tigre branco:Borges, Borges, quanta atenção a ele! Era um gênio. Chego a invejá-lo. Nunca escreverei nada perto do que ele escreveu. Nenhuma cidade, das várias que habitei e vivo, terão tantas referências minhas, ou me serão sinônimas, como Buenos Aires é de Borges.

Dele, dizem que escreveu tal conto ou poema no café tal. De mim, dirão que escrevi petições na Liberdade, em São Paulo, ou que me reunia com os amigos de nome Rafael ou Rodrigo para bater papo furado com cerveja, e não sagas escandinavas com artistas de nomes pomposos. Borges visitava os animais do zôo. Eu assisto enlatados americanos antes de dormir.
Ao estilo de seus contos, Borges se repetirá infinitamente em Buenos Aires. Eu apenas serei uma vaga lembrança em muitas cidades, até o oblívio. Preciso exorcizar Borges. Só me resta começar a ler de novo suas Obras Completas. Faltou o último volume.

3 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Oi......Luiz
Acho que realmente curtiu mto sua viagem. Achei interessante tudo que escreveu. Gostei do hotel....rs!! Boa sugestão prá qdo eu voltar a Buenos Aires.
Meu abraço,
Rubia (BSB)

13/4/07 01:40  
Blogger Luiz Augusto said...

Olá querida,
Bem vinda de volta.
Continue visitando.

Luiz

14/4/07 21:26  
Blogger Maria Eugenia said...

ia sugerir que lesse mais Borges antes de dormir, mas já estava lá.
até que você não pode reclamar, estava aqui procurando lugares/referências de Borges em Buenos Aires e achei seu blog.
Obrigada por publicar as dicas!
abs,
Maria Eugenia

26/12/07 10:51  

Postar um comentário

<< Home