Lei Seca

Um espaço para discutir as grandes questões. Editor-chefe: Luiz Augusto

Nome:

Advogado, vive em São Paulo

quarta-feira, setembro 20, 2006

Mais e melhores Blues(ílias)

Voltei da Capital. Mas algo veio junto, e é aquela poeira grudenta nos sapatos e a lembrança do calor.
Não há cidade mais imprópria para o uso de paletó e gravata. O equivalente de inadequação disto é andar nu no Pólo Norte. Mas o estilo de vida da cidade o exige. O Poder só respeita uma gravata.
Creio que o preço de exercer o poder, para os homens que para isso vão à Brasília, é usar costume completo, sob o sol e a poeira grudenta. Paris bem vale uma missa, disse Henrique IV ao se converter e se tornar líder da França. Será que Brasília vale uma gravata?
Os prédios de Niemeyer são bonitos, mas pouco funcionais. Quentes e com muitos subterrâneos, desperdiçando o sol. Alguns trabalham como toupeiras, sem janelas abertas.
Mas algo me atrai naquela cidade. Ela tem uma beleza indefinida.
No geral, foi um bom passeio. Fui numa festa incrível terça-feira, no Porto Vitória.
Foi interessante ver uma figura de destaque dos anos FHC se soltando numa pista de dança. Não conto quem é. Isso aqui não é a Caras.
Trouxe ainda uma saudade. Deixei minha pequena por lá...

4 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Oi Luiz!!!!
Gostei muito do seu blog....
Abraço
Juliana (SJC)

20/9/06 21:16  
Blogger Luiz Augusto said...

Oi Ju,

Tudo bem por ai?

Beijo,

Guto

20/9/06 22:43  
Anonymous Guilherme said...

Sei bem como é isso. Já passei um mês em Brasília usando terno e gravata, em pleno janeiro... fui embora dando uma "banana" pra cidade pela janela do avião, como o personagem do Reginaldo Faria no ultimo capítulo da novela Vale-Tudo (alguem lembra?).

21/9/06 13:38  
Anonymous guilherme said...

Comentarios moderados??? qua viadagem, hein Luiz... (este nao precisa publicar, hehehehe)Abraços.

21/9/06 13:40  

Postar um comentário

<< Home