Lei Seca

Um espaço para discutir as grandes questões. Editor-chefe: Luiz Augusto

Nome:

Advogado, vive em São Paulo

quinta-feira, setembro 14, 2006

Crônica de uma morte anunciada

Aconteceu. Uma perita-médica do Instituto Nacional do Seguro Social foi morta com três tiros ontem, dia 13 de setembro de 2006, na porta de sua casa, em Governador Valadares, Minas Gerais. Suspeita-se que o crime ocorreu por conta de sua profissão.
É cada vez mais comum a agressão aos peritos do INSS, já que com o fim da terceirização das perícias vai aos poucos se instaurando a moralidade, o que leva muitos periciados a não obter o benefício, geralmente auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez.
É até inútil reclamar por mais segurança para os médicos.
Algumas pessoas tem um pavor tão grande de labutar que se dão ao trabalho de pegar uma arma, carregá-la e atirar em alguém. É clichê, mas a vida no Brasil não vale nada. Nem um benefício da seguridade social.
Fica o lamento e o pedido para que o facínora responsável seja preso, e para que seja implantado um sistema nacional de segurança para os peritos.
Em tempo, a perita morta era a Dra. Maria Cristina Felipe da Silva, 56 anos, casada, quatro filhos. Nosso pesar aos familiares.

1 Comments:

Anonymous Fernanda said...

Gu parabéns pelo Blog.. Está muito bom, como tudo o que você se dispõe a fazer...
Obrigada pelo apoio aos peritos médicos do INSS.

19/9/06 10:35  

Postar um comentário

<< Home